31 março, 2010

WCT 2010 – Rip Curl Pro Bells Beach

A cearense Silvana Lima levou a melhor na primeira fase do Rip Curl Pro Bells Beach, a 2ª etapa do Mundial de Surf, WCT, que está sendo disputado na Austrália.

Silvana Lima obteve quatro das cinco melhores notas do circuito mundial e se classificou para as oitavas de final após derrotar a australiana Jessi Miley-Dyer e a sul-africana Nikita Robb, que ela enfrentará novamente na próxima fase.

A outra brasileira no Mundial, a paranaense Bruna Schimtz, foi desclassificada tanto na bateria normal, quanto na repescagem.

Masculino - Entre os homens, o Brasil será reforçado com o paulista Gabriel Medina nesta 2ª etapa do Mundial. Ele é integrante da mesma equipe do bicampeão mundial Mick Fanning. Outro brasuca na disputa será o catarinense Marco Polo, que abre a participação brasileira em uma bateria com Kelly Slater e Mick Campbell. Já Adriano de Souza, o Mineirinho, estará com o havaiano Kekoa Bacalso e o novato Blake Thornton.

Neco Padaratz encara o líder disparado do raking mundial, Taj Burrow, e o número 1 do WQS 2009, Daniel Ross. Jadson André, outra novidade de 2010, fecha a participação do Brasil na 13.a bateria, contra o australiano Tom Whitaker e o norte-americano Brett Simpson.

Foto: Oradical

Notícias Relacionadas:

30 março, 2010

Santos – Onde o Surf nasceu no Brasil


Hoje o post é especial, afinal faz um ano que estamos nos dedicando a mostrar que o surf não é apenas mais um esporte. Por isso vamos relembrar a história do principal astro desse blog.

Em comemoração ao aniversário, estamos com novo logotipo e cabeçalho, mas continuamos com a velha mania de falar e se dedicar ao surf.
.
A Origem e a História
.
Podem dizer que há controvérsias e que o surf não nasceu aqui. Muitos diziam que o surf de Osmar Gonçalves não era surf de verdade, isso porque ele usava um remo. Bom, aí veio o Stand Up para fechar a boca dos críticos. Hoje em dia ir ao quebra-mar e ver vários remos ajudando nas manobras das ondas é coisa normal. A cidade já ganhou até uma loja especializada nessa modalidade.
.
O fato é que o surf no Brasil surgiu aqui em Santos sim! Em 1937 o pai de Osmar Gonçalves trouxe ao Brasil um exemplar da revista Popular Machanics que mostrava como se fazia uma prancha. Osmar era um jovem aventureiro de 17 anos e não resistiu à tentação e, em 1938, aos 18 anos, terminou, junto com João Roberto e Júlio Putz a primeira prancha de surf do Brasil e tornou-se em seguida o primeiro surfista brasileiro.
.
Desde então, Santos começou a se tornar uma Surf City. A cidade parece respirar esse esporte, afinal Santos é uma ilha e em volta dela tem bastante mar para praticar o surf.

.
Nesse um ano de SurfinSantos não faltaram posts para lembrar ou apresentar Santos. A cidade tem hoje diversos projetos relacionados ao surf. Foi a primeira cidade do país a ter uma escola pública de surf, em 1992. Entre os principais projetos podemos citar o Omelca, para crianças com deficiências mentais, síndrome de down, déficit de atenção; Surf para deficientes visuais, Santos tem o primeiro surfista cego do mundo; Surf para a Terceira Idade; Cine Surf; Surf noturno.

.
Santos tem a primeira prancha de surf adaptada para deficientes visuais do mundo, projetada e construída por Cisco Araña, primeiro surfista profissional a competir fora do país.

Santos tem Picuruta Salazar, dez vezes campeão brasileiro, duas vezes campeão mundial e com mais de 150 títulos na bagagem.
.
Santos tem o primeiro Museu do Surf do Brasil.
.
Santos tem o Quebra-Mar, reformado inteiramente para que todos possam apreciar o surf.
Santos tem mais de cem
pioneiros que ainda pegam onda e ainda participam de campeonatos.

Em Santos cresceu e conheceu o esporte Gilberto Nogueira, o Neguito, primeiro juiz brasileiro no cenário internacional, há mais de 20 anos ele apita nos Circuitos Europeus.
.
Santos tem Carla Canepa, a primeira surfista profissional do país.
.
Durante esse um ano, nos envolvemos de verdade com o esporte porque estávamos filmando um documentário, estivemos de perto com a viúva de Osmar Gonçalves, com todas as personagens citadas acima e com tantos outros ícones do surf, que foi impossível assistir a toda essa história e não dividir nada com ninguém.
.
Criamos o SurfinSantos, a princípio, para explicar um pouco do esporte para aqueles que não o conhecem bem, para mostrar melhor o Surf e Santos, essa Surf City que muitos não conhecem.
Contamos lendas, apresentamos as diferenças de pranchas, demos dicas, falamos de história, do sentimento entre O surfista e o mar e enfatizamos em passar as notícias, em criar um vínculo com os surfistas ou com quem se identifica com esse esporte. Levantamos a bandeira contra a poluição do mar, quebramos preconceitos contra o surf, mostramos velhos pioneiros surfando e o oposto, um menino de apenas sete anos de idade.

Vamos continuar noticiando, vibrando, torcendo e amando o surf. Essa é a essência do SurfinSantos, apresentar e falar sobre um esporte apaixonável e fazer com que você queira sempre mais surf.
.
As fotos foram tiradas no Quebra-Mar em Santos, por Felipe Santos.
.
O novo logo do SurfinSantos é criação de Natália Alvarez.
.
Aloha!

29 março, 2010

WQS Tasmânia 2010 – Brasil é vice

Wiggolly Dantas (Guigui) foi o brasileiro que conseguiu levar o país ao pódio no último domingo na 10ª etapa da WQS 6 estrelas, na Tasmânia, Austrália. O atleta começou a última bateria da competição em primeiro e o campeonato estava pertinho, mas duas ondas garantiram a vitória do dono da casa, Stuart Kennedy, que fez 9,50 e 8,50 seguidamente, fechando a bateria com 18,00 pontos contra 12,57 do brasileiro.

O segundo lugar na etapa garantiu a Guigui US$10 mil e 2250 pontos no ranking, deixando o surfista em 5º lugar no ranking do Circuito Mundial de 2010. Parece que os brasileiros estão se revezando pela quinta colocação, nenhum atleta nosso conseguiu uma posição maior que essa este ano.



De qualquer forma parabenizamos Guigui que foi longe e por pouco não trouxe o título.







Confira os melhores colocados na 10ª etapa:

1 Stuart Kennedy (Aus)
2 Wiggolly Dantas (Bra)
3 Marco Giorgi (Uru)
3 Chris Davidson (Aus)
5 Royden Bryson (Afr)
5 Jayke Sharp (Aus)
5 Richard Christie (Nzl)
5 Maxime Huscenot (Reu)
9 Messias Félix (Bra)
9 Gabriel Medina (Bra)

Ranking do Circuito Mundial 2010:


1 Taj Burrow (Aus) – 15.875 pontos
2 C. J. Hobgood (EUA) – 10.992
3 Bede Durbidge (Aus) – 9.183
4 Jordy Smith (Afr) – 8.949
5 Wiggolly Dantas (Bra) – 7.559
6 Raoni Monteiro (Bra) – 7.366
7 Josh Kerr (Aus) – 7.250
8 Damien Hobgood (EUA) – 7.134
9 Bobby Martinez (EUA) – 6.900
10 Adrian Buchan (Aus) – 6.670
11 Heitor Alves (Bra) – 6.503
12 Dane Reynolds (EUA) – 6.500
13 Alejo Muniz (Bra) – 6.441
14 Kai Otton (Aus) – 6.178
15 Mick Fanning (Aus) – 6.044
16 Joel Parkinson (Aus) – 5.901
16 Adriano de Souza (Bra) – 5.901
18 Brett Simpson (EUA) – 5.570
19 Chris Davidson (Aus) – 5.438
20 Daniel Ross (Aus) – 5.365
22 Willian Cardoso (Bra) – 4.717
24 Marco Giorgi (Uru) – 4.511
25 Jadson André (Bra) – 4.458
31 Hizunomê Bettero (Bra) – 4.008
35 Leonardo Neves (Bra) – 3.657
38 Neco Padaratz (Bra) – 3.508
50 Gustavo Fernandes (Bra) – 2.837
65 Márcio Farney (Bra) – 2.357
69 Alan Jones (Bra) – 2.339
70 Gabriel Medina (Bra) – 2.251

A foto é de Stu Gibson, Wiggolly Dantas.

Aloha!

Notícias relacionadas:
Três brasileiros na disputa pela 10ª etapa WQS
Raoni Monteiro é top 5 do ranking unificado
Brasil se despede de Margareth River
Cinco brasileiros seguem na disputa em Margaret River
WQS – 9ª etapa
Brasil está na terceira fase
Mineirinho e Silvana Lima são top 5 do mundo

27 março, 2010

Hora do Planeta 2010



Desligue o computador e vá surfar!


Das 20h30 às 21h30 de hoje, HORA DO PLANETA.


Nós apoiamos!


Aloha!


Notícias relacionadas:

Surf Noturno

Surf noturno em Guarujá

26 março, 2010

Três brasileiros na disputa pela 10ª etapa WQS

O Brasil conta com três atletas na quarta fase da 10ª etapa da WQS, que acontece na Tasmânia, Austrália: Messias Félix, Wiggolly Dantas e Gabriel Medina, que por enquanto está invicto, passou por todas as baterias em primeiro lugar. Eles estão a um passo das oitavas de final.

Ontem, dois dos nossos representantes foram eliminados da competição, Júnior Faria e Heitor Alves caíram antes de chegar a 4ª fase.

A quarta fase ficou assim:

1 Jordy Smith (AFR), Shaun Cansdell (AUS) e Casey Brown (HAW)
2 Royden Bryson (AFR), Marco Giorgi (URU) e Sunny Gacia (HAW)
3 Alain Riou (TAH), Stuart Kennedy (AUS) e Jayke Sharp (AUS)
4 Messias Félix (BRA), Heath Joske (AUS) e Joel Centeio (HAW)
5 Chris Davidson (AUS), Gabriel Medina (BRA) e Granger Larsen (HAW)
6 Richard Christie (NZL), James Taipan Woods (AUS) e Sebastien Zietz (HAW)
7 Shaun Gossmann (AUS), Davey Cathels (AUS) e Wiggolly Dantas (BRA)
8 Corey Ziems (AUS), Maxime Huscenot (REU) e Brandon Jackson (AFR)

Confira o vídeo com as melhores imagens dessa quinta-feira:




A foto é de divulgação da ASP: Gabriel Medina

Aloha!

Notícias relacionadas:
Raoni Monteiro é top 5 do ranking unificado
Brasil se despede de Margareth River
Cinco brasileiros seguem na disputa em Margaret River
WQS – 9ª etapa
Brasil está na terceira fase
Mineirinho e Silvana Lima são top 5 do mundo

25 março, 2010

Galeria inspirada no surf em SP

São Paulo não tem praia, mas nem por isso os moradores são obrigados a ficar sem contemplar a beleza praiana. A cidade acaba de ganhar um novo espaço de arte na Vila Madalena, a Galeria Alma do Mar. Essa é a primeira galeria do Brasil com a temática praiana.

O objetivo é mostrar as tendências aos decoradores, designers, arquitetos e a todos os interessados pela cultura do surf. A Galeria apresenta decoração para pousadas, casas de praia ou residências. Há artigos exclusivos para venda, lugar para marcar encontro e um museu.

A ideia foi do empresário Tito Bertolucci, que no ano passado levou dois prêmios promovidos pela revista Alma Surf: Empresário Revelação e Grande Investidor do Surf Art no Brasil. A Alma do Mar surgiu para focar mais no público despojado. Há algum tempo que a temática do surf vem agradando e que muitas pessoas optam por um visual mais alegre dentro das casas. O empresário acredita que todos os que gostam de relaxar e sentir o clima praiano por perto são público alvo, independentemente da idade.

A Galeria conta com mais de 200 peças exclusivas, como pranchas de madeira abalone, vindas da Califórnia, ou em madrepérola e fios de ouro. Algumas obras são bem raras, como a prancha usada na segunda versão do filme Endless Summer (1996), autografada pelo diretor Bruce Brown.

Aqui em Santos nós temos no Quebra-Mar o primeiro Museu do Surf com espaço fixo do Brasil, mas as peças são apenas para exposição. O bom dessa galeria de São Paulo é que lá você poderá comprar as obras e peças de decoração. É uma forma de manter o clima de praia por perto. Vale a pena uma visitinha:

Rua Harmonia, 150 – loja 05 – Vila Madalena, 36. Tel.: (11) 3097-0665

Mais informações: http://www.almadomar.com.br/.

A foto é da escultura Backdoor, do artista Mark Fonser

Aloha!

Notícias Relacionadas:

Aulas de surf em São Paulo
Loja especializada em Stand Up inaugura em Santos
Santos homenageia surf em comemoração dos 464 anos

24 março, 2010

Raoni Monteiro é top 5 do ranking unificado


A 9ª etapa da WQS, em Margareth River, foi cheia de surpresas, muitas delas desagradáveis. Nenhuma surpresa boa para os brasileiros: Mineirinho e Jadson André pararam antes da 3ª fase, Jihad Khodr não passou dela. A quarta fase da competição nos eliminou mais dois atletas: Raoni Monteiro e Willian Cardoso. Os brasileiros que foram mais longe, Neco Padaratz e Heitor Alves, deixaram a competição nas oitavas de final.

A maior surpresa mesmo ficou por conta do campeão da etapa. Enquanto todos apostavam suas fichas no atual líder do ranking, o australiano Taj Burrow, foi um compatriota dele que venceu, Josh Kerr. Apesar do segundo lugar na competição, Taj ainda segue em primeiro lugar no ranking.

A boa notícia é que no unificado, o brasileiro Raoni Monteiro aparece com a quinta colocação e entre os 20 classificados para a elite mundial, estão mais quatro brasileiros: Alejo Muniz (11º), Heitor Alves (14º), Adriano de Souza “Mineirinho” (15º) e Wiggolly Dantas (18º).
Ainda antes da 30ª colocação, aparecem mais três: Willian Cardoso (22º), Jadson André (23º) e Hizunomê Bettero (25º). Os outros brasileiros listados são: Leonardo Neves (31º), Neco Padaratz (34º), Gustavo Fernandes (41º), Márcio Farney (54º), Alan Jones (55º) e Peterson Rosa (63º).

A foto é de divulgação da ASP, Raoni Monteiro, parabenizando-o por estar entre os 5 melhores do ranking unificado. Nós sabemos que faltam ainda muitas etapas, mas por enquanto o Brasil está no Top 5.

Confira o ranking unificado 2010:

1º Taj Burrow (AUS) – 15.875 pontos
2º C. J. Hobgood (EUA) – 10.992
3º Bede Durbidge (AUS) – 9.183
4º Jordy Smith (AFR) – 8.000
5º Raoni Monteiro (BRA) – 7.366
6º Josh Kerr (AUS) – 7.250
7º Damien Hobgood (EUA) – 7.134
8º Adrian Buchan (AUS) – 6.670
9º Bobby Martinez (EUA) – 6.500
9º Dane Reynolds (EUA) – 6.500
11º Alejo Muniz (BRA) – 6.272
12º Kai Otton (AUS) – 6.178
13º Mick Fanning (AUS) – 6.044
14º Heitor Alves (BRA) – 5.925
15º Joel Parkinson (AUS) – 5.901
15º Adriano de Souza (BRA) – 5.901
17º Brett Simpson (EUA) – 5.570
18º Wiggolly Dantas (BRA) – 5.309
19º Yadin Nicol (AUS) – 5.233
20º Daniel Ross (AUS) – 5.196


Aloha!

Notícias Relacionadas:
Brasil se despede de Margareth River
Cinco brasileiros seguem na disputa em Margaret River
WQS – 9ª etapa
Brasil está na terceira fase
Mineirinho e Silvana Lima são top 5 do mundo
Mineirinho fica com a quinta colocação
Brasil nas oitavas de final no Circuito Mundial
Brasileiros enfrentam campeões mundiais na estreia do Circuito Mundial
Brasil Surf Pro 2010 - Ubatuba
Soou a buzina e foi dada a partida
É hora de entrar no mar!
WCT 2010 - Seis brasileiros na disputa
Etapas
Circuito Hot Water 2010
2010 - O ano do surfe brasileiro

23 março, 2010

Circuito Santista de Surf 2010 – Segunda Etapa

A segunda etapa do Circuito Santista de Surf 2010, o Hot Water de Surf, está confirmada para o mês de abril.
.
A competição será realizada num único dia e tem período de espera pelas melhores condições de ondas no Quebra-Mar, principal pico do surf de Santos, que vem se destacando como um ótimo palco para competições de surf.
O Circuito Santista de Surf é dividido em nove categorias: Open, Longboard, Master, Gran Master, Stand' UP, Júnior, Iniciantes, Mirim e Feminina
.
As inscrições para a segunda etapa do Circuito Santista de Surf 2010 são exclusivas para atletas de Santos e já estão abertas, podendo ser feita nas lojas Hot Water do Praiamar Shopping, no Bairro da Aparecida, em Santos.
.
A taxa de inscrição é de R$ 50,00 por categoria, sendo que membros da Associação Santos de Surf pagam R$ 40,00. A filiação para 2010 custa R$ 30,00 e pode ser feita no ato da inscrição do campeonato ou no Museu do Surf.
.
Na primeira etapa do Circuito Santista de Surf 2010, realizada em janeiro, Leco Salazar faturou a categoria Longboard a Stand-up; Emerson Cortez levou a melhor na Master; Alexandre Felício foi o primeiro venceu a Open; Pardhal levou a Gran-Master e Gisele Garcia foi a melhor da categoria Feminina.
.
O Circuito Santista de Surf 2010 é composto por cinco etapas que decidirão o Ranking Santista de Surf. As outras etapas estão previstas para julho, outubro e novembro, quando será decidido o Campeão Santista de Surf 2010.
.
Foto: Rico Surf
.
Ranking 2010
.
Open
1 Alexandre Felício – Santos – 1.000
2 Emerson Cortez – Santos - 900
3 Jadir Fortes – Santos - 810
4 Douglas Noronha – Santos - 729
.
Gran Master
1 Diniz "Pardhal" Iozzi – Santos – 1.000
2 Flávio Vieira – Santos - 900
3 Daniel Florêncio – Santos - 810
4 Maurício Felix – Santos - 729
.
Master
1 Emerson Cortez – Santos – 1.000
2 Alexandre Felício – Santos – 900
3 Edson Vieira – Santos – 810
4 Anderson Neguinho – Santos - 729
.
Longboard
1 Leco Salazar – Santos – 1.000
2 Luan Xavier – Santos - 900
3 Fabiano Amorim – Santos - 810
4 Ricardo Americano – Santos - 729
.
Stand Up
1 Leco Salazar – Santos – 1.000
2 Rodrigo de Deus – Santos - 900
3 Renato Wanderley – Santos - 810
4 Marcelo Macarrão – Santos - 729
.
Feminina
1 Gisele Garcia – Santos – 1.000
2 Vitória Tebet – Guarujá - 900
3 Erika Lima – Peruíbe - 810
4 Renata Monteiro – Mongaguá - 729
.
Júnior
1 Luan Felipe – Praia Grande – 1.000
2 Matheus Salazar – Santos - 900
3 Caique Almeida – São Vicente - 810
4 Victor Donatelli – Santos – 729
.
Mirim
1 Mauro Amaro – São Vicente – 1.000
2 Diego Macedo – Guarujá – 900
3 Francisco Paes – Santos - 810
4 Victor Donatelli – Santos - 729
.
Iniciantes
1 Gabriel André – Guarujá – 1.000
2 Marcos Amaro – São Vicente - 900
3 Matheus Dutra – Santos - 810
4 Ygor Chagas – Santos – 729
.
Notícias Relacionadas:

22 março, 2010

Caminhada a favor da água

Aconteceu hoje em Peruíbe a 5ª Caminhada Metropolitana da Água. Estiveram presentes mais de quatro mil estudantes de escolas municipais da Baixada Santista.

A Caminhada foi a finalização da Semana da Água, que começou no dia 15 de março, e simbolizou a maior mobilização da região pela proteção e preservação desse bem natural. Durante o percurso, os alunos levam bandeiras, faixas e cartazes que pedem pela proteção da água e pela conscientização de todos para preservá-la.

O encerramento foi escolhido para ser no dia de hoje não por acaso, em 1992 a Organização das Nações Unidas (ONU) criou o Dia Mundial da Água, comemorado em todo dia 22 de março. Esse dia foi criado para a preservação desse mineral, afinal, na época, foi constatado que apenas 0.008% do total de água do planeta é potável. O intuito da data é a reflexão, análise e conscientização de todos nós, para não exista o desperdício de água.

Além das prefeituras dos nove munic[ipios da Baixada Santista, essa mobilização conta com a ajuda da ONG Ecosurfi.

Lembramos que não é apenas da água potável que devemos tratar, apesar de não ser boa para o nosso consumo, a água do mar também é muito importante e influencia diretamente na vida de outros seres vivos. Sem contar que poluir não está com nada, além de prejudicar o meio ambiente atrapalha a todos que querem curtir uma ondinhas e um banho de água salgada, seja um surfista ou não.

Fica a dica... Cuide bem do nosso planeta e dos bens que ele nos oferece!

Aloha!


Notícias Relacionadas:

Água limpa!
Por um surf melhor, por um mundo melhor
Surf Sustentável em Santos
Surf Ambiental
Festival de Surf Earthwave
Predadores
Limpando a nossa casa - despoluindo as praias
Surfe Social
Projeto Surf Raízes
Projeto Ondas
O mar cura
Projeto Omelca
Surf Terapia

20 março, 2010

Surf no Cinema

O Cine Surf já disponibilizou as fotos da última apresentação: Eu Mesmo Faria. Como sempre, a sala do Roxy ficou lotada e como vocês podem ver pela foto, tinha até gente sentada no chão.

A edição de março teve um gostinho especial de bondade, já que muitos dos convites, que são gratuitos, foram trocados por um 1kg de alimento, que contribuíram para ajudar mais de 400 crianças.

O site do Cine Surf já colocou também para download o filme Day by Day, apresentação do mês de fevereiro. O filme mostra o dia a dia de Mineirinho, que, além de atuar, produziu o vídeo. Na ocasião, Adriano de Souza, o Mineirinho, esteve presente aqui em Santos para assistir junto com a galera e responder algumas perguntas.



O Cine Surf é a cultura do surf nas cadeiras do cinema. Uma vez por mês eles apresentam um filme no Cine Roxy, as entradas são gratuitas e podem ser retiradas em lojas especializadas de surf. Além disso, em cada apresentação é sorteada uma prancha da Silver Surf.



Nós do SurfinSantos sempre divulgamos aqui a data e o filme do mês, fique de olho para não perder o próximo filme!



Aloha!



Notícias Relacionadas:
Projeto Cine Surf – Eu Mesmo Faria
Mineirinho veio! Confira as fotos
Mineirinho em Santos!
Projeto Cine Surf – Day by day
Pegando onda na cadeira do cinema
Documentando o surf
\o/ Cinema + Surf \o/
Surfe é Cultura

19 março, 2010

O mar é para todos

Até pouco tempo os cadeirantes de Santos ou os que visitavam a Cidade tinham dificuldades de visitar o maior ponto turístico que temos aqui: a praia.

A prefeitura de Santos começou a ajudar a inverter esse problema quando criou, no Canal 3, uma passarela que liga o calçadão da praia até o mar. Dessa forma as cadeiras não precisam passer pela areia.

Agora, Santos faz parte de uma das três cidades do litoral paulista que participa do Programa Praia Acessível, do Governo do Estado de São Paulo. Assim, foi instalada também no Canal 3 uma tenda com três Cadeiras Anfibio, que podem entrar na água sem problemas, e instrutores para acompanhar os banhistas cadeirantes.

O Prgograma funciona aos sábados e domingos, das 9 às 17 horas e é gratuito. Tanto os moradores de Santos como os turistas podem fazer uso dele, os familiars podem acompanhar no banho de mar.

A TV Tribuna fez uma matéria sobre o Projeto e mostrou que até os turistas já estão se aproveitando da novidade.

Quem sabe o próximo passo não é criar uma prancha de surf para que eles possam surfar também? Nada é impossível, aqui em Santos já vimos de deficientes visuais a deficientes físicos (sem ambas as pernas) surfarem, passando por idosos, crianças e deficientes mentais.

O mar traz paz, acalma, relaxa e nos ajuda a renovar as energias. Nada mais justo que ele seja para todos.

Aloha!

Notícias Relacionadas:
Projeto Deixe o Surfe Mudar sua Vida
Constantes Mudanças
Nunca é tarde para começar a surfar
Surfe Social
Projeto Omelca
O mar cura
Projeto Ondas
Projeto Surf Raízes
Surfistas cegos quebram recorde
Surfe como terapia
Desenvolvimento pelo surf

Brasil se despede de Margareth River


Não deu para os brasileiros passarem das ooitavas na 9ª etapa da WQS e nossos atletas deram adeus à competição definitivamente hoje.

Neco Padaratz e Heitor Alves chegaram nas oitavas, mas caíram nessa fase e ficaram com a nona colocação dessa etapa. Heitor caiu (e caiu feio) diante no note-americano CJ Hobgood por 17,17 a 7,53, já Neco por pouco não passou para as quartas de final, perdeu para o havaiano Sunny Garcia de 12,70 a 11,10. O havaiano perdia até os dois minutos finais da prova, quando pegou uma onda de direito e fez 6,03, assumindo a liderança. Neco precisava de 7,10 para virar, mas não conseguiu.

O duelo de Neco e Sunny ocorre dentro e fora das águas. A última vez que haviam se enfrentado foi em 2007, em Pipeline, quando o havaiano agrediu fisicamente o brasileiro por ter roubado uma onda dele. Depois disso ambos se afastaram nas águas por razões diferentes. Neco por um problema nas costas e Sunny por ter sido preso popr sonegação fiscal. Esse ano o brasileiro voltou à elite so surf com uma vaga para surfistas lesionados, já o havaino continua a briga para voltar à elite do surf.

A quarta fase da competição já havia eliminado os brasileiros Raoni Monteiro (que parou diante de Taj Borrow e Marco Giorgi) e Willian Cardoso (superado por Cory Lopez e Sunny Garcia).

Jihad Khodr foi eliminado na terceira fase por Sunny Garcia e Chris Ward.

O atual líder do ranking, Taj Burrow, continua na disputa, já o bi-campeão Mick Finning também deixou a competição nas oitavas, diante de Josh Kerr.

O campeão dessa etapa leva 6.500 pontos no ranking unificado.

Confira as baterias das Quartas de Final
1. Taj Burrow (AUS) x Yadin Nicol (AUS)
2. C.J Hobgood (EUA) x Bede Durbidge (AUS)
3. Josh Kerr (AUS) x Adrian Buchan (AUS)
4. Cory Lopez (EUA) x Sunny Garcia (HAV)
A foto é de Neco Padaratz (divulgação ASP).

18 março, 2010

Surf como atividade de Complementação Educacional

Atenção alunos das Escolas de Complementação de Praia Grande duas novidades chegaram para integrar as quatro horas opostas de aula: Surf e Rotina de Estudo.

A Rotina de Estudo é parte obrigatória da grade de atividades, como a Educação Física, Educação para Valores e Artes.

A boa notícia é que entra na grade de atividades opcionais o surf, para desenvolver coordenação e atenção. Os alunos que optarem pelo surf serão levados semanalmente, com ônibus da Secretaria Educacional do município, a uma das duas escolas de esportes radicais da cidade, uma fica na paria do Forte e a outra na do Ocian.

O surf entra na programação, mas não tira nenhuma das outras dez atividades que já podiam ser feitas opcionalmente: natação, judô, educação ambiental, ginástica artística, futebol, atletismo, caratê, dança, esportes náuticos (projeto Navega São Paulo) e esportes de areia (projeto Craques da Areia). Os alunos podem escolher até duas atividades.

Quem quiser saber mais sobre as Escolas de Complementação Educacional, pode entrar em contato com a Seduc de Praia Grande pelo telefone: (13) 3496-2324.

Aloha!
Notícias Relacionadas:

Cinco brasileiros seguem na disputa em Margaret River

Estão classificados para a quarta fase da 9ª etapa do Circuito Mundial WQS (a divisão de acesso à elite do surf) três brasileiros, Raoni Monteiro, Heitor Alves, Neco Padaratz. Dois brasileiros ainda vão disputar a terceira fase, Jihad Khodr e Willian Cardoso.

Nessa quinta-feira a surpresa do dia ficou por conta de dois australianos que são da elite do surf. Joel Parkinson (Parko), o quinto no ranking, foi eliminado logo na estreia, ele perdeu para o compatriota Dayyan Neve e para o norte-americano Chris Ward. Taj Burrow deu um susto nos fãs e por pouco não se classifica. O líder do Circuito Mundial conseguiu a classificação na última onda, faltando um minuto para o término da bateria.

A explicação de ambos para o desempenho apresentado em Margareth River foi a mesma: falta de ritmo. Não, não, a dança não tem nada com a competição. Acontece que os dois estão acostumados com as provas da elite do surf, em que as bateria são compostas por três surfistas. O WQS tem uma formação diferente e cada bateria das primeiras fases são disputadas por quatro surfistas.

Até o ano passado quem estava na elite do esporte não precisava competir no WQS, razão pela qual havia muito tempo que Taj, Parko e tantos outros surfistas não participavam dessas competições. Em 2010 a ASP criou o ranking unificado, forçando os atletas da elite e de acesso a disputarem uma mesma competição.

Estamos na torcida pelos nossos cinco representantes. O vencedor de Margareth River leva 6.500 pontinhos pra casa, além do prêmio de U S$145 mil.

Aloha!

Notícias Relacionadas:

Brasil está na terceira fase
WQS – 9ª etapa
Mineirinho e Silvana Lima são top 5 do mundo
Mineirinho fica com a quinta colocação
Brasil nas oitavas de final no Circuito Mundial
Brasileiros enfrentam campeões mundiais na estreia do Circuito Mundial
Brasil Surf Pro 2010 - Ubatuba
Soou a buzina e foi dada a partida
É hora de entrar no mar!
WCT 2010 - Seis brasileiros na disputa
Etapas WQS 2010
Circuito Hot Water 2010
2010 - O ano do surfe brasileiro

17 março, 2010

Brasil está na terceira fase

Três brasileiros estão garantidos na terceira fase da etapa de Margareth River, na Austrália. A surpresa é que Mineirinho e Jadson André não estão entre eles. Nossos conterrâneos classificados são Wiggolly Dantas, Heitor Alves e Raoni Monteiro.

Raoni enfrentou Taj Burrow na segunda bateria, mas conseguiu se classificar em segundo lugar. O atual primeiro lugar do ranking passou sem dificuldades pela segunda fase e segue bem em busca de mais pontos para continuar na liderança.

Mineirinho e Jadson André foram eliminados na segunda fase, também saíram Marco Polo, Gabriel Medina, André Silva, Leonardo Neves e Alejo Muniz.

O Brasil ainda pode conseguir mais vagas na terceira etapa com os atletas que ainda não competiram: Neco Padaratz, Jihad Khodr e Willian Cardoso.

O destaque dessa quarta-feira vai para Wiggolly Dantas (foto), o único brasileiro que venceu na bateria que o classificou.

Aloha!

Notícias Relacionadas:

Mineirinho e Silvana Lima são top 5 do mundo
Mineirinho fica com a quinta colocação
Brasil nas oitavas de final no Circuito Mundial
Brasileiros enfrentam campeões mundiais na estreia do Circuito Mundial
Brasil Surf Pro 2010 - Ubatuba
Soou a buzina e foi dada a partida
É hora de entrar no mar!
WCT 2010 - Seis brasileiros na disputa
Etapas WQS 2010
Circuito Hot Water 2010
2010 - O ano do surfe brasileiro

WQS – 9ª etapa

A boa notícia é que 13 brasileiros disputam para entrar na terceira fase da etapa seis estrelas prime da divisão de acesso do surf, o WQS de Margareth River, na Austrália.

O primeiro brasileiro a entrar em ação na competição foi Raoni Monteiro, que venceu a primeira bateria e está na segunda fase. A má notícia é que ele enfrenta na próxima bateria o atual líder do ranking, o australiano Taj Burrow, que vem com sede de vitória, afinal ele já soma 11 mil pontos e se vencer ganha mais 6.500.

A etapa vai até o dia 21, quando descobriremos se Taj segue no topo do ranking. Por enquanto, vamos torcendo para os que nos representa: Raoni Monteiro, Gabriel Medina, André Silva, Wiggolly Dantas, Adriano de Souza, Marco Polo, Jadson André, Neco Padaratz, Leonardo Neves, Jihad Khodr, Willian Cardoso, Alejo Muniz e Heitor Alves

Aloha!

Notícias Relacionadas:

Mineirinho e Silvana Lima são top 5 do mundo
Mineirinho fica com a quinta colocação
Brasil nas oitavas de final no Circuito Mundial
Brasileiros enfrentam campeões mundiais na estreia do Circuito Mundial
Brasil Surf Pro 2010 - Ubatuba
Soou a buzina e foi dada a partida
É hora de entrar no mar!
WCT 2010 - Seis brasileiros na disputa
Etapas WQS 2010
Circuito Hot Water 2010
2010 - O ano do surfe brasileiro

Mercado financeiro do surf

O Instituto Brasileiro do Surf (IBRASURF) relata que o mercado do surf cresce aproximadamente 10% ao ano em todo o mundo.

Já no Brasil, uma pesquisa da Alma Surf mostrou que o surf movimentava cerca de R$ 5 bi ao ano em todo o país.

Não é difícil imaginar que o mercado financeiro que gira em torno do surf vem ganhando importância no marketing mundial.

Prova disso, é que o Instituto Brasileiro de Surf realiza em 2010 a terceira edição do curso “Surf: Administração, Marketing e Gestão de Negócios”, que acontece de 26 de abril a 28 de junho na USP.

O objetivo do curso “Surf: Administração, Marketing e Gestão de Negócios” é preparar profissionais de diversas áreas para atuarem no universo do surf.

Profissionais renomados como Luis Henrique Pinga (Oakley), Mano Ziul (Diretor de tecnologia da ASP e BeachByte), Felipe Silveira (Rip Curl), Romeu Andreatta (AlmaSurf), Adalvo Argolo (Presidente CBS), Luciano Leão (Shaper Surface) participarão do curso.

As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas. Os interessados devem entrar em contato com o Ibrasurf através do telefone (11) 5052-5011 ou pelo email ibrasurf@ibrasurf.com.br.

16 março, 2010

Power Balance – funciona?

Quando um assunto meio polêmico entra em ação ficar em cima do muro não adianta, mas tomar um partido sem antes analisar toda a história.

Há algum tempo que o Power Balance – seja em forma de colar, de pulseira, ou de qualquer acessório que se coloque junto ao corpo – vem conquistando muitos esportistas amadores, sendo que no surf concentra-se grande parte desses atletas adeptos desse “poder de equilíbrio”.

Algumas lojas de surf estão vendendo esse produto que não é, digamos, baratinho, um Power Balance não sai por menos de cem reais.

Já foram publicadas matérias dizendo que até surfistas profissionais a usam, dentro e fora da água, que muitos alunos que estão iniciando no esporte utilizam esse poder para se equilibrar na prancha já na primeira aula. Nas páginas de venda pela internet há milhares de relatos de pessoas dizendo que depois que compraram a pulseirinha “milagrosa” puderam finalmente surfar e se equilibrar na prancha.

Bom, mas aí fica a dúvida, se a pulseira realmente funciona, de que adianta o talento? Todos podem ser iguais aos campeões mundiais? Qualquer um que coloque o Power Balance pode ser considerado um novo Kelly Slater?

Nós não acreditamos nesse poder, na verdade ele até pode influir em alguma coisa, mas continuamos a acreditar no bom e velho talento e treinamento. Sem essa pulseirinha, o Picuruta Salazar já dizia, que no dia em que ele não conseguisse colocar um aluno de pé numa onda no primeiro dia de aula, ele se aposentaria.

O Cisco Araña desenvolveu uma prancha adaptada para deficientes visuais que ajuda também aos que estão começando, mesmo que enxerguem normalmente. As adaptações ajudam para que o pé não escorregue e os alunos possam ficar de pé na onda logo no primeiro dia.

Não é um poder de equilíbrio que te levará a surfar melhor. Até pouco tempo vivíamos muito bem com o equilíbrio que Deus nos deu. Surfando e aproveitando sem nenhum desses acessórios Power Balance.

Dentre os vários vídeos que há na internet e os vários depoimentos, escolhemos o vídeo do Detetive Virtual, que foi ao ar no Fantástico. Os surfistas não sentiram diferença alguma. Nós acreditamos em treino e habilidade e você?

15 março, 2010

Água limpa!

Começa hoje na Baixada Santista a VIII Semana Metropolitana da Água, o lema é o mesmo dos anos anteriores: A Ordem é água Limpa.

A Solenidade de Abertura da Semana será hoje, às 19 horas, na Câmara Municipal de Peruíbe. O evento contará com o lançamento do projeto da Entidade Ecológica dos Surfistas (Ecosurfi): Rio do Nosso Bairro – Escolas Cuidando da Água. Serão apresentadas as 36 escolas inscritas no projeto e uma palestra sobre Educação Ambiental na Gestão das Águas.

Durante a Semana, quatro escolas públicas de cada um dos nove municípios da Região vão trabalhar a temática da Água com os alunos e elaborar materiais para ajudar na campanha.

O encerramento da Semana será no Dia Mundial da Água, 22 de março. Nessa data mais de quatro mil alunos das escolas públicas da Baixada Santista se reunirão para a 5ª Caminhada Metropolitana da Água.

A Semana é o início do processo de conscientização dos alunos, que conta com o desenvolvimento de mapeamentos de microbacias e atividades variadas com os professores. O processo será encerrado no fim deste ano, com a I Conferência Metropolitana de Escolas Cuidando das Águas da Baixada Santista. Para coroar o fim desse processo, será lançado um livro com as experiências vividas durante o ano.

Notícias Relacionadas:


Por um surf melhor, por um mundo melhor
Surf Sustentável em Santos
Surf Ambiental
Festival de Surf Earthwave
Predadores
Limpando a nossa casa - despoluindo as praias
Surfe Social
Projeto Surf Raízes
Projeto Ondas
O mar cura
Projeto Omelca
Surf Terapia

12 março, 2010

Doe Sangue – Doe Vida

A matéria de hoje não é sobre o surf, nem sobre esporte, mas é por um, motivo bem legal.

Hoje, nós que escrevemos aqui todos os dias, fomos dar um exemplo de bons cidadãos e doamos sangue. O esporte visa sempre a boa saúde e esse comportamento pode ser estender para que a saúde do próximo seja ajudada também.

O Hemonúcleo de Santos informou essa semana que o número de doadores na Baixada Santista ainda está longe de ser o ideal. Em épocas de festas, férias e carnaval, período em que acabamos de passar, o estoque de bolsa de sangue chega a ficar 60% mais baixo que o ideal.

Doar sangue é de graça, é rápido e faz bem ao próximo. Você ainda aproveita para fazer exames e saber se a sua saúde está boa.

Faça como a gente! Dê o exemplo e ajude a quem precisa. Procure o Hemonúcleo da sua cidade ou o Banco de Sangue mais próximo da sua casa.

Para doar Sangue Você precisa:



· Estar em boas condições de saúde.
· Ter entre 18 e 65 anos.
· Pesar no mínimo 50kg.
· Estar descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
· Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social e Passaporte).

Você deve esperar para doar nos casos de:



· Gripe: aguardar 7 dias.
· Gravidez.
· 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
· Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses)
· Ingestão de bebida alcoólica nas 4 horas que antecedem a doação.
· Tatuagem nos últimos 12 meses.
· Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis como não usar preservativo com parceiros ocasionais ou desconhecidos: aguardar 12 meses.



Você não pode doar sangue caso tenha tido:



· Malária.
· Hepatite após os 10 anos de idade.
· Uso de drogas injetáveis ilícitas.
· Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.

Entre uma doação e outra é preciso esperar alguns meses



· Homens 60 dias: até 4 doações por ano.
· Mulheres 90 dias: até 3 doações por ano.

Exames feitos com o seu sangue na doação:
· HIV
· Hepatite B
· Hepatite C
· Doença de Chagas
· Sífilis
· HTLV (vírus que provoca leucemia e problemas neurológicos)

Em Santos, você pode doar nos seguintes postos:

Hemonúcleo de Santos – Hospital Guilherme Álvaro, rua Oswaldo Cruz, nº 197, de segunda a sexta, das 7 às 17h e aos sábados, das 8 às 12h, tel. 3233-4265.

Santa Casa de Santos – avenida Cláudio Luis da Costa, nº 50, de segunda a sexta, das 7 às 17h e aos sábados, até o meio-dia, tel 3202-0600.

Hospital Beneficência Portuguesa – avenida Bernardino de Campos, nº 47, de segunda-feira a sábado, das 7 às 12h, tel. 2102-3434.

Hospital Ana Costa – rua Amazonas, nº 143, 8º andar, de segunda a sexta, das 8 às 16h, e aos sábados, das 8 às 11h.

Casa de Saúde, São Lucas, Hospital Frei Galvão – rua Armando Salles de Oliveira, 138, segunda a sexta, das 7 às 14h, e aos sábados, das 7 às 11h, tel. 3232-4772.

11 março, 2010

Projeto Deixe o Surfe Mudar sua Vida

O projeto Deixe o Surfe Mudar a sua Vida está com vagas abertas para novos alunos.


O programa, que é mantido pelas secretarias de Saúde e Esportes de Santos, tem como principal objetivo a melhoria da qualidade de vida dos idosos em tratamento de hipertensão, e diabetes por meio do surfe.

As aulas são compostas por alongamento, relaxamento e prática de surfe na água. As aulas acontecem na Escolinha Radical, a primeira escola de surfe do Brasil, que se localiza no Posto 2, na praia do José Menino.

Quem se interessar pelas aulas, pode participar do projeto. Para mais informações, ligue (13) 3251-9838.
.

Foto: Rivaldo Gomes
.
Na foto, Dona Reiko e Dona Fusae, primeira surfista da terceira idade da Escola Radical, para saber mais sobre as duas, Clique aqui
.
Notícias Relacionadas:
.

10 março, 2010

Projeto Cine Surf – Eu Mesmo Faria

Para quem adora ver um filme de surf e, de quebra, ajudar ao próximo, o Cine Surf desse mês está com a corda toda! Na retirada dos convites você colabora com 1kg de alimento não perecível e contribui para a entidade Casa do Caminho.

O filme desse mês é: Eu Mesmo Faria, Uma Colagem de Lembranças na Estrada. Que mostra Junior Faria (criador do filme) e alguns amigos embarcando na estrada e pegando onda por diversos lugares, como: Peru, Chile, Marrocos, Havaí, México, Indonésia e Brasil (Guarujá).

Dessa vez o projeto volta a acontecer no cinema e numa quinta-feira, como já é feito a algum tempo. Em fevereiro, o filme apresentado foi mais do que especial, além de ter sido no Teatro Guarany, contou com a presença de Mineirinho, Diretor e produtor do filme apresentado.

O Cine Surf acontece amanhã, dia 11 de março, às 21h30, no Cina Roxy, em Santos. Os convites podem ser retirados na Sthill Wet Land – Miramar Shopping, 1º piso, loja 1. Gonzaga, Santos.


Confira o Trailer e não perca esse filme!



Aloha!

Notícias Relacionadas:
Mineirinho veio! Confira as fotos
Mineirinho em Santos!
Projeto Cine Surf – Day by day
Pegando onda na cadeira do cinema
Documentando o surf
\o/ Cinema + Surf \o/
Surfe é Cultura

09 março, 2010

Paulistas imperam no Rip Curl Pro Search 2010

Devid Silva, surfista do Guarujá, venceu a categoria Mirim do Circuito Rip Curl Pro Search 2010, que teve a última etapa realizada nesse domingo, na praia de Itamambuca, em Ubatuba.

Além dele, Vitória Pereira, outra paulista, venceu a categoria Feminina e também foi destaque da competição.

Como premiação, os paulistas ganharam uma viagem para a Austrália e bolsa para estudar inglês, além do convite para participar da final internacional do torneiro, durante o Bell’s Beach Pro 2011.

Outro destaque da etapa foi o garoto Wesley Santos, de Ubatuba. Com apenas 11 anos, ele se classificou para as finais das três categorias masculinas. Na Grommets e na Iniciantes, o Wesley ficou em terceiro lugar e na Mirim, o garoto terminou em quarto lugar.

Resultado da etapa Mirim
1º Deivid Silva (SP)
2º Cainã Barletta (SC)
3º Matheus Navarro (SC)
4º Wesley Dantas (SP)

Iniciantes
1º Igor Morais (SP)
2º Alcides Lopes (SC)
3º Wesley Dantas (SP)
4º Marcos Correa (SP)

Grommets
1º Vitor Mendes (SP)
2º Herbert Moreno (SP)
3º Wesley Dantas (SP)
4º Raul Rodrigues (PE)
Feminina
1ª Vitória Pereira (SP)
2ª Dominik Pupo (SP)
3ª Carol Fernandes (RJ)
4ª Letícia Freitas (SP)

Ranking final Mirim
1º Deivid Silva (SP), 2.000 pontos
2º Matheus Navarro (SC), 1.710
3º Cainã Barletta (SC), 1.431
4º Rodrigo Cardoso (ES), 1.312

Iniciantes
1º Igor Morais (SP), 2.000 pontos
2º Alcides Lopes (SC), 1.556
2º Lucas Silveira (RJ), 1.556
4º Bruno Baldner (RJ), 1.312

Grommets
1º Vitor Mendes (SP), 1.810 pontos
2º Wesley Dantas (SP), 1.810
3º Hebert Moreno (SP), 1.556
4º Leonardo Guimarães (SP), 1.330
Feminina
1ª Vitória Pereira (SP), 1.810 pontos
2ª Carol Fernandes (RJ), 1.710
3ª Bárbara Segatto (ES), 1.531
4ª Letícia Freitas (SP), 1.385

Foto Ilustrativa: SurfPE

Notícias Relacionadas:

08 março, 2010

História do surf no Brasil – Carla Canepa


Geralmente, no Dia Internacional da Mulher as pessoas relembram a história de como surgiu essa data, falam das dificuldades que as mulheres encontravam e encontram, enfim, o preconceito fica em evidencia em uma data que deveria ser celebrada com alegria, ternura e todas as qualidades que a mulher esbanja.

Por isso, nós da Equipe SurfinSantos, hoje, no centésimo Dia da Mulher, vamos relembrar a história de Carla Canepa, fisioterapeuta e ambientalista de 56 anos, uma das primeiras surfistas do Brasil.

Era década de 60 e o surf era praticado, em maioria, pelos homens. No estado de São Paulo, não havia relatos de uma mulher surfista até que a menina de 13 anos começou a pegar pranchas emprestadas com surfistas que saíam do mar. “No começo eu bicava a prancha, eu ficava lá esperando alguém sair da água e surfava com pranchas emprestadas”.

Apesar de ser a única mulher surfista no mar, Carla diz não lembrar qualquer tipo de preconceito. “Era super normal, nem meus pais se incomodavam pelo fato de eu ser a única mulher a surfar”.

Na época, não existiam shapers em Santos, mas nem isso foi problema para que ela realizasse o sonho de comprar uma prancha só sua. Ela pediu para o pai de Natal e eles foram até o Rio de Janeiro encomendar uma prancha: “eu lembro que demorou uns três meses para ficar pronta e para trazer a prancha para Santos eu tive que vim segurando ela por fora do carro. Depois de horas de viagem eu já estava morrendo de dor do braço, mas nem liguei, a felicidade de ter a minha própria prancha era maior que tudo.”

Hoje, Carla Canepa faz parte da história do surf feminino, do esporte feminino, mas na época nem imaginava a importância de ser uma ‘garota radical’. “Eu nem imaginava que era a primeira surfista mulher, foi algo natural mesmo”.

Apesar de não surfar mais, ela continua em contato com o mar. Faz parte da ONG SOS Praias, que luta para despoluir as praias do Brasil.

Parabéns Carla Canepa, por ser uma mulher que contribuiu muito com a evolução do esporte feminino, parabéns a todas as surfistas que continuam construindo a história da mulher como esportista e, por fim, parabéns a todas as mulheres simplesmente por serem Mulheres.

Fotos divulgadas pela ASP e pela ABRASP
Montagem Natália Alvarez
Nas fotos: Silvana Lima, Nathalie Martins, Suelen Naraisa (primeira linha)
Marina Werneck, Gabriela Teixeira, Gisele Garcia (segunda linha)
Camila Cassia e Bruna Schmitz (terceira linha)
Carla Canepa à direita

Aloha!

Notícias Relacionadas: