02 setembro, 2009

Surf noturno em Guarujá

Há uma semana postamos uma matéria sobre surf noturno. Explicamos os perigos, as precauções a serem tomadas e, acima de tudo, abordamos o espetáculo que o surf se torna ao ser praticada sob a luz da lua.

Percebemos, sobretudo, que a principal adaptação necessária para a prática do surf noturno fica por parte da iluminação.

O Guarujá inaugurou essa iluminação em 2007 e, desde então, têm se tornado a cidade referência do surf noturno na região. A praia privilegiada é Pitanqueiras, que conta com 8 torres com 16 holofotes de 2mil Watts cada, iluminando o Cantão do Morro da Campina.

A obra teve início na primeira quinzena de julho e foi executada pela empresa de engenharia elétrica Engelumens Eletricidade e Serviços, acompanhada pela Secretaria Municipal de Serviços Públicos.

De acordo com o secretário da pasta, no local, o investimento foi de R$ 62 mil. Segundo o titular da pasta, a iluminação funciona das 18 horas a meia-noite, mas no horário de Verão, a sugestão é entre 19 horas e uma da madrugada.

Foto: Rico Surf

Notícias relacionadas:
Surf Noturno

8 comentários:

luiz scalercio disse...

cara eles tem coragem prbns pra eles eu nao tenho .

Vini e Carol disse...

É cara, é bacana de se ver e tal.
Mas se o cara não tiver os cuidados necessários fica muito perigoso, por não tem uma iluminação tão privilegiada assim, mesmo o Guarujá fazendo um esquema de iluminação em determinada praia.

Mas para quem gosta de ficar olhando, realmente é sensacional.

Abraço.

Nova Quahog disse...

FIQUEI SABENDO DE UMAS ESPÉCIES DE TUBARÃO QUE SÓ SAEM PRA COMER A NOITE...

War Inside My Head disse...

RADICAL...
MUITAS MODALIDADES ESPORTIVAS ESTÃO ENTRANDO NESSA FASE DO CREPUSCULO!

TAIS MOREIRA disse...

Nossa, eu amo praia!!! Amo tudo que tem a ver com água!!hehehehe
Adorei as fotos, muito legal!
Beijos

Rodrigo Selback disse...

surf noturno deve ser uma loucura

love ROCK disse...

Nunca surfei nem de dia. Quanto mais de noite. Mas de qualquer forma deve dar uma sensação boa de paz.

Quem sabe um dia eu não aprendo a nadar e não pego uns tubinhos no litoral. Vou ficar no aguardo (Quem sabe!?)

abraço

Rômulo Lopes disse...

Taí algo que eu nunca faria!
Já morro de medo do mar durante o dia, imagina à noite.